25.5.10

ele veio cheio de vida, com uma laranja na mão, acabada de arrancar. ela disse não e devolveu-lhe a suculenta e doce fruta.
não se sabe o que ele lhe fez, mas sabe-se que com cerejas a coisa foi diferente....